Produção inicial da OGX deve ter novo adiamento, diz Eike

13/12/2011 15:06

Controlador da petroleira diz que o prazo deve ser protelado por adversidades climáticas que dificultam a preparação da plataforma de produção


Sabrina Lorenzi, da

Oscar Cabral/Veja

Empresário Eike Batista

Eike: "Num projeto que vai produzir petróleo por 28 anos, eu lhe pergunto: será que um mês ou quatro, cinco, seis semanas, faz diferença?"

Rio de Janeiro - O início da produção de petróleo da OGX, projetado para meados deste mês, poderá ser novamente adiado em meio a adversidades climáticas que dificultam a preparação da plataforma de produção, disse à Reuters Eike Batista, controlador da petroleira que faz parte de seu conglomerado, o Grupo EBX.

A projeção inicial para o primeiro óleo da petroleira, no campo de Waimea, na bacia de Campos, era para entre setembro e outubro, sendo posteriormente remarcada para dezembro.

Construída em Cingapura, a plataforma OSX 1 atracou no porto do Rio em outubro com previsão de seguir para a bacia de Campos entre novembro e dezembro, para iniciar um teste de longa duração (TLD) no campo de Waimea. A estimativa da empresa é de uma produção inicial média de 15 mil a 20 mil barris por dia.

Nesta terça-feira, a plataforma ainda podia ser vista atracada no porto do Rio.

Mas o empresário não acredita que esses atrasos prejudiquem a estratégia da companhia.

"Num projeto que vai produzir petróleo por 28 anos, eu lhe pergunto: será que um mês ou quatro, cinco, seis semanas, faz diferença?", afirmou Batista na noite de segunda-feira, após participar de um evento em sua homenagem no Rio.

Cinco meses após o início do TLD, a expectativa é aumentar o volume para entre 45 mil e 50 mil barris diários, com a interligação de mais dois poços produtores à plataforma.

As ações da OGX, que chegaram a subir quase 1 por cento nesta terça-feira, operavam em queda de mais de 1 por cento por volta das 12h40 (horário de Brasília)

Vendido para a Shell

Eike lembrou que o petróleo que será produzido a partir do seu primeiro projeto já tem venda fechada com a Shell, independentemente da data em que a produção for iniciada.

A OGX fechou com a petroleira anglo-holandesa a venda de 1,2 milhão de barris de petróleo, quantidade que será divida em dois carregamentos de 600 mil barris. O preço fechado entre as duas companhias representa um desconto médio de 5,5 dólares em relação ao Brent.

A valores desta terça-feira, o contrato significaria receita de aproximadamente 123 milhões de dólares para 24 dias de produção quando o TLD de Waimea estiver operando em sua segunda fase, com volume de 50 mil barris/dia.

Vários dos grandes projetos de Eike Batista, como a OGX, surgiram praticamente do zero e receberam grande aporte de investidores, que agora aguardam o desenvolvimento destes negócios.

A OGX foi bem sucedida em sua campanha exploratória, com índice de sucesso superior ao da média do mercado, atuando em áreas próximas de projetos já em produção na bacia de Campos, por exemplo.

Financiamento

Eike Batista afirmou não estar preocupado com eventuais problemas de liquidez como reflexo da crise na zona do euro. Segundo ele, alguns projetos marginais no mercado talvez sofram, mas os do Grupo EBX estariam fora desta classificação.

"Temos todas as nossas linhas de crédito alinhadas a projetos de alta rentabilidade que não param", afirmou. "Não temos projetos marginais."

O empresário falou também sobre o vazamento de petróleo na bacia de Campos, afirmando que algumas petroleiras podem ter optado por pagar multas a investir em prevenção de acidentes, já que as penalidades devem custar menos do que o gasto para disponibilizar a infraestrutura necessária para evitar vazamentos.

"Muitas empresas provavelmente decidiram seus investimentos na base do `ah, a multa é tanto, então prefiro não mobilizar e pagar multa."

O empresário sugere que parte da arrecadação do governo com royalties e participações especiais seja efetivamente direcionada para o setor, com a aplicação de recursos num plano de contingência para prevenir acidentes e vazamentos. A maioria dos recursos, lembra Eike, é contingenciada, ficando retida no Tesouro.

 

Últimas Notícias

Natura confirma negociação para compra da Avon via troca de ações

22/05/2019 17:13
Empresa ponderou que não há como garantir que vai concluir de fato a transação Avon: Natura confirmou a informações de que está negociando a compra da rival norte-americana (Brendan McDermid/Reuters) São Paulo – A Natura confirmou nesta quarta-feira informações da imprensa de que...

Bolsa sobe com negociação EUA-China e reforma da Previdência

09/01/2019 11:41
Às 10:04, o Ibovespa subia 0,13 por cento, a 92.148,68 pontos Por Reuters Bovespa: bolsa sobe (Paulo Whitaker/Reuters) São Paulo – A bolsa paulista começava a quarta-feira com o Ibovespa em alta, alinhada ao tom positivo no exterior, em meio a expectativas de que Estados...

J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading

22/01/2018 18:51
J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading Leniência do grupo, fechada no final de maio do ano passado, prevê o pagamento de uma multa recorde no valor de 10,3 bilhões de reais durante 25 anos. J&F: acordo de leniência ficou em xeque após os irmãos...

Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC

30/11/2017 16:31
Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC As despesas da Caixa com pessoal somaram R$ 5,59 bi entre julho e setembro, número praticamente em linha com o mesmo período do ano passado Por Aluisio Alves, da Reuters Caixa: a soma das receitas com tarifas e...

Excesso de liquidez pressiona grandes bancos brasileiros

30/11/2017 15:57
Os maiores bancos do Brasil têm tantos ativos de alta liquidez que estão tentando se livrar deles. Por Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da Bloomberg Pessoas passam por agência do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro (Pilar Olivares/Reuters) Os maiores Bancos do...

Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar

05/07/2017 18:26
Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar Os irmãos que estão no epicentro do mais recente escândalo de corrupção do Brasil compraram as participações de suas três irmãs na J&F Investimentos Por Gerson Freitas Jr., Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da...

Gávea Investimentos negocia venda de fatia na Azul, dizem fontes

08/12/2016 10:57
Segundo fontes, a Gávea quer vender sua participação na Azul e os atuais acionistas devem comprar a fatia Por Fabiola Moura e Jessica Brice, da Bloomberg     Azul: participação da Gávea na empresa foi avaliada em R$ 212,5 milhões (Getty Images) A gestora de ativos brasileira Gávea...

Gol tem queda de 6,7% na oferta doméstica.

12/08/2016 10:57
  São Paulo - A Gol registrou queda de 6,7% na oferta doméstica em julho em comparação com o mesmo mês de 2015. A companhia justificou em comunicado que o dado "seguiu a tendência de adequação". Houve retração também no acumulado do ano até julho, de 6,4% comparativamente a...

Kroton aumenta oferta pela Estácio e se aproxima de fusão

02/07/2016 16:18
Ricardo Moraes/Reuters Estácio: se concretizado, o negócio com a Kroton é avaliado em R$ 5,5 bilhões Cátia Luz, do Estadão Conteúdo Fernanda Guimarães, do Estadão Conteúdo Gabriela Melo e Márcio Rodrigues, do Estadão Conteúdo São Paulo - Líder do ensino superior privado do...

Caixa precisará de injeção de até R$ 25 bi, dizem fontes

06/06/2016 23:40
Andrevruas/Wikimedia Commons Agência da Caixa: banco necessita de uma injeção de capital de até R$ 25 bilhões (US$ 7 bilhões), ou cerca de 2 por cento da arrecadação federal em 2015, segundo um analista Cristiane Lucchesi e Francisco Marcelino, da Bloomberg Em seu primeiro mês...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>