MMX rebate acusações da mineradora Emicon

06/06/2011 14:32

Empresa do empresário Eike Batista comunicou que "tomará todas as medidas legais cabíveis, inclusive de caráter criminal" contra os responsáveis pelo informe


Sabrina Valle, da

Marcelo Correa/EXAME.com

Eike Batista, dono e presidente da MMX entre outras empresas

Segundo a MMX, os estragos retratados nos jornais foram causados pela extração ilegal de minério de ferro antes do início das atividades no local

Rio de Janeiro - A MMX, empresa de mineração do Grupo EBX, do empresário Eike Bastista, divulgou nota hoje tachando de "irresponsável e oportunista" as acusações da mineradora Emicon, publicadas ontem, com fotos, em jornais. A MMX informou que "tomará todas as medidas legais cabíveis, inclusive de caráter criminal" contra os responsáveis pelo informe.


A Emicon acusa a MMX de degradação ambiental numa área de extração de minério em Serra Azul, no município de Brumadinho, em Minas Gerais. A empresa mineira diz ainda que vai hoje de tarde ao local com a polícia ambiental para realizar um novo flagrante da degradação. Segundo a MMX, o objetivo da Emicon é se eximir de culpa e se livrar de uma conta de R$ 30 milhões. "Todos os problemas ambientais apresentados no malsinado informe publicitário são de inteira e exclusiva responsabilidade da própria Emicon", disse a MMX, em nota.

Segundo a empresa de Eike Batista, os estragos retratados nos jornais foram causados pela extração ilegal de minério de ferro antes do início das atividades da MMX no local. A MMX diz ainda que este fato é reconhecido pela Emicon nos autos da Ação Civil Pública nº 0090.03.003637-1, movida contra a empresa pelo Ministério Público de Minas Gerais ("MPMG"), perante a Comarca de Brumadinho. E que a Emicon quer "transferir responsabilidades e obrigações determinadas pela sentença judicial irrecorrível e que lhe custarão cerca de R$ 30 milhões".

A MMX acrescenta que a ação judicial teve por objetivo interditar as atividades desenvolvidas pela Emicon no local, exatamente em razão dos danos ambientais por ela causados e por sua recusa em licenciar e corrigir as irregularidades existentes.

O advogado da Emicon, Bernardo Lage, usa como prova de que a responsabilidade é da MMX a própria proibição da Emicon de atuar na área desde 2007, quando fechou um ajustamento de conduta com o Ministério Público. Segundo ele, ontem escavadeiras da MMX "tentavam mascarar a degradação" da área, além de "retirar mais minério do que deveriam".

A MMX comprou em 2008 a empresa AVG, que tinha contrato com a Emicon. Nesta compra, segundo a empresa do Grupo EBX, a MMX assumiu junto ao Ministério Público de Minas Gerais a responsabilidade de revitalizar, única e exclusivamente, a área onde estão depositados minérios por ela explorados. O restante do terreno seria de responsabilidade da Emicon.

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais pediu esclarecimentos à Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam) sobre a situação ambiental e a fiscalização do empreendimento de minério da MMX Sudeste na Unidade Serra Azul.

Últimas Notícias

Natura confirma negociação para compra da Avon via troca de ações

22/05/2019 17:13
Empresa ponderou que não há como garantir que vai concluir de fato a transação Avon: Natura confirmou a informações de que está negociando a compra da rival norte-americana (Brendan McDermid/Reuters) São Paulo – A Natura confirmou nesta quarta-feira informações da imprensa de que...

Bolsa sobe com negociação EUA-China e reforma da Previdência

09/01/2019 11:41
Às 10:04, o Ibovespa subia 0,13 por cento, a 92.148,68 pontos Por Reuters Bovespa: bolsa sobe (Paulo Whitaker/Reuters) São Paulo – A bolsa paulista começava a quarta-feira com o Ibovespa em alta, alinhada ao tom positivo no exterior, em meio a expectativas de que Estados...

J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading

22/01/2018 18:51
J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading Leniência do grupo, fechada no final de maio do ano passado, prevê o pagamento de uma multa recorde no valor de 10,3 bilhões de reais durante 25 anos. J&F: acordo de leniência ficou em xeque após os irmãos...

Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC

30/11/2017 16:31
Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC As despesas da Caixa com pessoal somaram R$ 5,59 bi entre julho e setembro, número praticamente em linha com o mesmo período do ano passado Por Aluisio Alves, da Reuters Caixa: a soma das receitas com tarifas e...

Excesso de liquidez pressiona grandes bancos brasileiros

30/11/2017 15:57
Os maiores bancos do Brasil têm tantos ativos de alta liquidez que estão tentando se livrar deles. Por Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da Bloomberg Pessoas passam por agência do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro (Pilar Olivares/Reuters) Os maiores Bancos do...

Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar

05/07/2017 18:26
Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar Os irmãos que estão no epicentro do mais recente escândalo de corrupção do Brasil compraram as participações de suas três irmãs na J&F Investimentos Por Gerson Freitas Jr., Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da...

Gávea Investimentos negocia venda de fatia na Azul, dizem fontes

08/12/2016 10:57
Segundo fontes, a Gávea quer vender sua participação na Azul e os atuais acionistas devem comprar a fatia Por Fabiola Moura e Jessica Brice, da Bloomberg     Azul: participação da Gávea na empresa foi avaliada em R$ 212,5 milhões (Getty Images) A gestora de ativos brasileira Gávea...

Gol tem queda de 6,7% na oferta doméstica.

12/08/2016 10:57
  São Paulo - A Gol registrou queda de 6,7% na oferta doméstica em julho em comparação com o mesmo mês de 2015. A companhia justificou em comunicado que o dado "seguiu a tendência de adequação". Houve retração também no acumulado do ano até julho, de 6,4% comparativamente a...

Kroton aumenta oferta pela Estácio e se aproxima de fusão

02/07/2016 16:18
Ricardo Moraes/Reuters Estácio: se concretizado, o negócio com a Kroton é avaliado em R$ 5,5 bilhões Cátia Luz, do Estadão Conteúdo Fernanda Guimarães, do Estadão Conteúdo Gabriela Melo e Márcio Rodrigues, do Estadão Conteúdo São Paulo - Líder do ensino superior privado do...

Caixa precisará de injeção de até R$ 25 bi, dizem fontes

06/06/2016 23:40
Andrevruas/Wikimedia Commons Agência da Caixa: banco necessita de uma injeção de capital de até R$ 25 bilhões (US$ 7 bilhões), ou cerca de 2 por cento da arrecadação federal em 2015, segundo um analista Cristiane Lucchesi e Francisco Marcelino, da Bloomberg Em seu primeiro mês...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>