Hering aposta na Colômbia em expansão internacional

29/11/2011 10:58

De acordo com o diretor comercial da varejista têxtil, Ronaldo Loos, a Colômbia pode ter um lugar de destaque nos números da companhia


Vivian Pereira e Esteban Israel, da

Mario Rodrigues

Fachada de loja da Hering

Loos, da Hering: "Fora do Brasil, a Colômbia é um dos principais mercados disponíveis, com muito potencial para expansão..."

São Paulo - Após eleger a América Latina como foco para sua estratégia de expansão internacional, a Cia Hering acelera o passo para desenvolver as operações nos mercados com maior potencial para crescimento, tendo a Colômbia como forte candidata a um lugar de destaque nos números da companhia.

"Fora do Brasil, a Colômbia é um dos principais mercados disponíveis, com muito potencial para expansão... Acreditamos que, no curto prazo, deve ser um dos principais mercados para a empresa", disse à Reuters na segunda-feira o diretor comercial da varejista têxtil, Ronaldo Loos.

Na última sexta-feira, a Hering anunciou a inauguração da primeira loja da rede no Chile, na capital Santiago. Além de outras duas lojas previstas para serem inauguradas no Chile até o final de 2012, a empresa planeja ingressar nos mercados do Equador, Colômbia e Peru, e ampliar operações na Bolívia, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

"A partir de abril e maio do ano que vem, boa parte das operações no Uruguai estarão adequadas com base no modelo brasileiro", afirmou o executivo. As 16 unidades que a companhia tem fora do Brasil respondem por entre 2 e 3 por cento da receita.

Segundo Loos, as lojas localizadas na América Latina apresentam o mesmo potencial de vendas daquelas sediadas em território nacional, que registram de 20 mil a 23 mil reais por metro quadrado ao ano, em média.

"Existem diversas negociações em andamento nesses países. A expectativa é de em 2012 desembarcar em um desses países -Chile, Equador, Peru e, principalmente, Colômbia- de forma efetiva", disse ele, acrescentando que a prioridade são as lojas localizadas em shopping centers.

De acordo com o executivo, o prazo deve ser um pouco mais longo no caso do México, onde a companhia ainda não tem sua marca inserida, além de ter que driblar a incidência de impostos que dificultam a importação de produtos têxteis. "O México não está nos planos médios. Não vejo para 2012." Na Argentina, a empresa também deve enfrentar barreiras para comercializar seus produtos.

"Na Argentina fizemos um estudo aprofundado, mas há uma dificuldade enorme para entrar com produtos têxteis e de vestuário. Há muitas restrições." Embora a estratégia da Hering esteja bastante focada na América Latina, Loos não descarta a possibilidade de partir para outros mercados no processo de internacionalização. "Em paralelo, estamos avaliando outros mercados. Os Estados Unidos estão no radar, mas há nada que se possa afirmar hoje, não é prioridade", disse.

Ao mesmo tempo em que planeja a expansão internacional, a Hering segue reestruturando suas marcas no Brasil, o que inclui a descontinuidade de algumas operações sob a bandeira PUC e o desenvolvimento da marca dzarm.

No final de outubro, a companhia anunciou o desenvolvimento da rede de lojas Hering Kids, voltada ao público infantil. Segundo Loos, a empresa concluiu a implantação das cinco lojas-piloto da marca e está agora monitorando as operações.

"Temos indícios para acreditar que teremos sucesso com a operação (de Hering Kids)", afirmou o executivo, sem determinar um prazo para que a rede seja oficialmente lançada.

Últimas Notícias

Natura confirma negociação para compra da Avon via troca de ações

22/05/2019 17:13
Empresa ponderou que não há como garantir que vai concluir de fato a transação Avon: Natura confirmou a informações de que está negociando a compra da rival norte-americana (Brendan McDermid/Reuters) São Paulo – A Natura confirmou nesta quarta-feira informações da imprensa de que...

Bolsa sobe com negociação EUA-China e reforma da Previdência

09/01/2019 11:41
Às 10:04, o Ibovespa subia 0,13 por cento, a 92.148,68 pontos Por Reuters Bovespa: bolsa sobe (Paulo Whitaker/Reuters) São Paulo – A bolsa paulista começava a quarta-feira com o Ibovespa em alta, alinhada ao tom positivo no exterior, em meio a expectativas de que Estados...

J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading

22/01/2018 18:51
J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading Leniência do grupo, fechada no final de maio do ano passado, prevê o pagamento de uma multa recorde no valor de 10,3 bilhões de reais durante 25 anos. J&F: acordo de leniência ficou em xeque após os irmãos...

Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC

30/11/2017 16:31
Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC As despesas da Caixa com pessoal somaram R$ 5,59 bi entre julho e setembro, número praticamente em linha com o mesmo período do ano passado Por Aluisio Alves, da Reuters Caixa: a soma das receitas com tarifas e...

Excesso de liquidez pressiona grandes bancos brasileiros

30/11/2017 15:57
Os maiores bancos do Brasil têm tantos ativos de alta liquidez que estão tentando se livrar deles. Por Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da Bloomberg Pessoas passam por agência do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro (Pilar Olivares/Reuters) Os maiores Bancos do...

Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar

05/07/2017 18:26
Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar Os irmãos que estão no epicentro do mais recente escândalo de corrupção do Brasil compraram as participações de suas três irmãs na J&F Investimentos Por Gerson Freitas Jr., Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da...

Gávea Investimentos negocia venda de fatia na Azul, dizem fontes

08/12/2016 10:57
Segundo fontes, a Gávea quer vender sua participação na Azul e os atuais acionistas devem comprar a fatia Por Fabiola Moura e Jessica Brice, da Bloomberg     Azul: participação da Gávea na empresa foi avaliada em R$ 212,5 milhões (Getty Images) A gestora de ativos brasileira Gávea...

Gol tem queda de 6,7% na oferta doméstica.

12/08/2016 10:57
  São Paulo - A Gol registrou queda de 6,7% na oferta doméstica em julho em comparação com o mesmo mês de 2015. A companhia justificou em comunicado que o dado "seguiu a tendência de adequação". Houve retração também no acumulado do ano até julho, de 6,4% comparativamente a...

Kroton aumenta oferta pela Estácio e se aproxima de fusão

02/07/2016 16:18
Ricardo Moraes/Reuters Estácio: se concretizado, o negócio com a Kroton é avaliado em R$ 5,5 bilhões Cátia Luz, do Estadão Conteúdo Fernanda Guimarães, do Estadão Conteúdo Gabriela Melo e Márcio Rodrigues, do Estadão Conteúdo São Paulo - Líder do ensino superior privado do...

Caixa precisará de injeção de até R$ 25 bi, dizem fontes

06/06/2016 23:40
Andrevruas/Wikimedia Commons Agência da Caixa: banco necessita de uma injeção de capital de até R$ 25 bilhões (US$ 7 bilhões), ou cerca de 2 por cento da arrecadação federal em 2015, segundo um analista Cristiane Lucchesi e Francisco Marcelino, da Bloomberg Em seu primeiro mês...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>